REAVALIANDO O RISCO RELACIONADO AO CONSUMO DE CAFÉ.

O site americano medscape, que publica notícias médicas, acabou de rever as evidências sobre os malefícios, quer dizer, sobre os BENEFÍCIOS do café.

Sim, é isto mesmo, após anos de perseguição pelos médicos e pela mídia comum, recentes evidências mostram não só que o café não faz mal como até tem efeito protetor.

Os estudos sobre dieta, geralmente são cercados de vieses (erros que fragilizam o seu resultado), sendo a maioria deles são coortes retrospectivas, ou seja, questionários que avaliam pacientes com as condições em estudo (por exemplo infarto) e perguntam as pessoas sobre o consumo do alimento em estudo (ex. café) no passado.

Nestes estudos, além da restrição quanto a memória do consumo (sempre um risco) e da natural modificação dos hábitos alimentícios no decorrer dos anos, ainda não podemos afirmar de relação de causa e efeito, mas sim apenas de associação. Neste caso, não podemos dizer que o café “protege” do infarto, mas sim que o consumo de café está associado ao menor risco de infarto, o que é completamente diferente.

Isto porque nestes estudos fatores ditos “de confusão” podem justificar a associação. Um exemplo seria no caso da associação de consumo de sorvete e prevenção de pneumonia, esta associação de fato existe. Mas como na época em que se vende sorvete é verão e nesta época a incidência de pneumonia diminui, a época do ano é um fator de confusão, que “confunde”, esta associação e, então tomar sorvete não protege contra a pneumonia, apesar de seu consumo estar associado a menor chance de pneumonia.

Mas após esta explicação, que mostra a fragilidade de todos os estudos com alimentos, voltemos a temática inicial, as novas evidências demonstram efeito PROTETOR do consumo moderado de café, considerado entre três a cinco cafés dependendo do estudo, a várias doenças como:

· Diminuição da mortalidade total em 10%;
· Doença arterial coronária (infarto) e insuficiência cardíaca (coração fraco);
· Acidente vascular cerebral (derrame);
· Diabetes;
· Câncer (entre eles o de endométrio, próstata, de cabeça e pescoço, rim e mama);
· Perda de memória;
· Depressão; e
· Doenças do fígado (infiltração gordurosa do fígado e cirrose)

Mas como nem tudo são flores, existem sim riscos associados ao consumo de café entre os ressaltados pelo site são: elevação pressórica, piora a ansiedade, causa insônia e tremores, pode causar glaucoma (elevação da pressão nos olhos), e finalmente dependendo da severidade destes sintomas pode levar a abstinência.

Como é comum e existe um “conhecimento popular” sobre os malefícios do café este artigo tem a pretensão de diminuir a repercussão nos bebedores de café.

Quem quiser conferir o post na íntegra do medscape é só acessar o site

Author Info

admin

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Chame-nos no WhatsApp 😉